Pesquisar este blog

domingo, 14 de março de 2010

POR QUE AMO PECAR E ABOMINO FAZER O BEM?

Texto Base: Romanos 7:15-25

Amados, Shalom!!!

Paulo escrevendo aos Romanos, nos brindou com um excelente tratado, obviamente inspirado pelo Espírito Santo, sobre uma pergunta muito antiga e até hoje mal respondida ou nem respondida por muitos: “Por que tenho prazer no pecado e abomino as coisas santas?”. Certamente que esta questão nos fará refletir e o objetivo desta mensagem não é esgotar o assunto, mas trazer alguma luz para o entendimento das nossas lutas interiores e como devemos proceder para vencê-las. Neste momento, peça para o Espírito Santo abrir o seu entendimento para o que você vai ler abaixo.

ANTES DE MAIS NADA, DEVEMOS ENTENDER QUEM SOMOS E QUAIS SÃO AS NOSSAS FRAQUEZAS
Na prática é exatamente isso que acontece. Paulo diz em Romanos 7:15 - “Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.” e aqui mostra que o apóstolo tinha lutas constantes em fazer o que é certo. Paulo dizia que aquilo que queria fazer não fazia, e acabava fazendo aquilo que não queria. Aqui mostra uma realidade que devemos assumir o mais rápido possível para termos êxito na nossa luta. Nascemos com a natureza pecaminosa herdada de Adão após a queda. O pecado original herdado nos coloca numa condição muito dura de viver uma vida plena e sem pecado. O Espírito Santo revelou as lutas de Paulo justamente para que ficasse mais claro para nós como é o nosso inimigo. Sempre digo que o nosso maior inimigo nem sempre é o diabo, mas nós mesmos. O diabo é o especialista que sabe manipular nossas fraquezas a ponto de nos derrubar e em situações mais críticas consegue destruir o homem. Sabemos combater os problemas da vida, do trabalho, na família, na sociedade, na escola, enfim e qualquer lugar na nossa vida externa. Mas quando somos acometidos de problemas internos como uma doença, por exemplo, temos dificuldades e na maioria das vezes podemos até sucumbir.

COMO POSSO RESOLVER MINHA LUTA INTERIOR
Para pensarmos em superar e vencer as nossas lutas internas, devemos entender que onde está a nossa fraqueza. E a nossa principal fraqueza é o prazer em fazer o que é errado. Paulo disse que conheceu o pecado através da lei, pois só conheceu a cobiça porque a lei disse: Não cobiçarás! Onde não há lei, há barbarismo. Imagine o nosso mundo vivendo a plenitude dos Vikings (povo bárbaro que vivia em constantes atrocidades)? Felizmente não vivemos assim. Mas conhecendo que a nossa fraqueza é o desejo e prazer enorme de fazer aquilo que não podemos, nos dá uma pista muito clara de como devemos proceder para combater este câncer terrível. Você precisa olhar qual a situação que dispara a vontade de pecar. Qual é o gatilho? Um perfume, música, discussão, lembrança? Você precisa analisar a situação como um todo. Quando você descobre, fica mais fácil você agir na causa e não no efeito. Por que temos dificuldade em vencer as batalhas crônicas? Porque na maioria das vezes agimos no efeito e não na causa.

DESCUBRA A CAUSA E VENCERÁ O EFEITO
Certa uma vez um jovem que tinha problemas com drogas vivia tentando sair desta vida. Mas todos a sua volta, sempre o criticava por usar as drogas, todos queria colocar numa clínica para se livrar das drogas através da abstinência. Mas ninguém nunca procurava o motivo que gerou primeiramente a necessidade de usar as drogas. Quando houve uma pesquisa mais profunda, descobriu-se que sua auto estima era muito baixa, considerava-se um “zé ninguém” e não tinha coragem de enfrentar o mundo de cara limpa. As drogas deram uma realidade alternativa para a vida dele. Nesta vida, ele era forte, inteligente e mais do que isso, sua auto estima era altíssima. Enquanto tentar resolver o efeito, a causa sempre pipocava na sua face e o desejo de voltar a sua realidade alternativa prevalecia. Simplesmente não se recrimine, volte às origens e seja muito sincero com você mesmo, caso tenha dificuldade, procure seu líder ou seu pastor e abra seu coração, deixe a origem da causa aparecer, somente assim você será ajudado. Jesus disse que você é mais do que vencedor e Jesus não diria apenas por dizer, é porque Ele sabe que VOCÊ é um vencedor, basta apenas que VOCÊ saiba disso.

VISÃO, AUDIÇÃO, TATO, OLFATO E A FALA SÃO AS PORTAS DE ENTRADA PARA A DERROTA
Paulo diz no verso 23 que os membros o faz prisioneiro do pecado, portanto as 5 portas acima que nos fazer entrar em conflito interno. É natural que os 5 sentidos são importantíssimos, não consigo imaginar a minha vida sem eles. No entanto, devemos estar atento ao que o nosso olho está vendo, o que o nosso ouvido está ouvindo, ao que sentimos quando tocamos, ao cheiro que estamos sentido e o que estamos falando. São estas entradas que nos conectam com o mundo ao nosso redor e por elas que vem e disparam o gatilho do pecado nas nossas vidas.

ONDE ABUNDOU O PECADO SUPERABUNDOU A GRAÇA!
Em Romanos 5:12-21, Paulo novamente trás ao nosso entendimento este tema. Através de um só homem (Adão) veio o pecado e a desobediência, mas através de Jesus (outro homem) veio a nossa salvação. Em outras palavras, onde abundou o pecado (adão), superabundou a graça (Jesus). Jesus nos aceitou pela sua graça e bondade e não pela nossa obediência a lei. A salvação é um dom gratuito de Deus sobre as nossas vidas. Para alcançarmos a graça devemos aceitar o sacrifício de Cristo na cruz e ser seus adoradores em Espírito e em verdade.

CONCLUSÃO
Para vencermos o pecado, necessitamos olhar para uma referência santa única e vencedora. Jesus. Quando descobrimos a causa que dispara o gatilho do pecado, podemos vencer quando olhamos para Jesus, o autor e consumador da fé. Quando o nosso desejo é para o pecado, ao olharmos para Jesus, devemos pedir misericórdia. O Espírito Santo atua na nossa vida trazendo equilíbrio, paz e consolo. Ao passar a fase dos 10 segundos (vontade de pecar), conseguimos retomar o controle. Isso é como a fome psicológica, muitos comem por comer e nem é por fome. Mas quando a vontade de comer vem, por uns 10 minutos se você resistir, ela passa e você consegue continuar sem pensar nela. A vontade de pecar é assim, quando o gatilho dispara, segura a tua carne por 10 minutos, busque o Espírito Santo e passará. Essa estratégia tem funcionado e se mostra bastante eficaz.

  • Não gaste suas forças no efeito, descubra a causa e a destrua na raiz;
  • Ao nascer o pecado vem no pacote;
  • Quando entendemos quem de fato é o nosso maior inimigo (nós mesmos), não deixamos o diabo acionar os gatilhos que nos derrubam;
  • Olhe sempre para Jesus o autor e consumador da fé, é somente por ele que conseguiremos vencer o pecado e o desejo de fazer o que é errado.

Fique no amor de Yeshua, o verbo que tabernaculou entre nós…Shalom!!! God bless you, ya.

Pr Júnior Silva / Pra Laura Valéria
MBA – Ministério Batista Ágape – A igreja do amor!
www.igrejabatistaagape.net

Definitivamente Deus tem nos dado muito mais do que merecemos.

Não deixe de conhecer e se cadastrar na nova Rede Social Evangélica – http://www.abbapaz.com.br – INTEIRAMENTE GRÁTIS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário